26 de set de 2016

EDP disponibiliza Guia de Arborização online e dá dicas e orientações sobre plantio em área urbana


Vegetação inadequada pode causar acidentes e é uma das principais causas de interrupção de energia


Reprodução: EDP Bandeirante

A estação das flores teve início no dia 22/09 onde para comemorar a sua chegada, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, orienta os 1,8 milhão de clientes sobre os cuidados com o plantio de árvores próximo da rede elétrica.
A partir deste mês, consumidores dos 28 municípios compreendidos na área de concessão em São Paulo, além do público em geral, têm a disposição o Guia de Arborização EDP, com amplo conteúdo atualizado sobre ténicas corretas para o manejo das árvores localizadas tanto no sistema viário como nas áreas verdes públicas. O acesso é simples, pelo www.edp.com.br, na aba Distribuição SP/Utilidades. Acesse clicando aqui!
“Sabemos da importância da arborização para o equilíbrio ambiental, principalmente, nas áreas urbanas e, esperamos com esse guia incentivar o plantio correto nas áreas externas próximas à rede”, afirma Marcos Scarpa, relações institucionais da EDP. “Profissionais da área, de instituições públicas, de empresas colaboradoras (terceirizadas) e demais interessados também poderão se beneficiar das bases técnicas vigentes”, reforça o executivo.

Escolha correta das espécies
Para a decisão correta no momento do plantio é necessário conhecer muito bem as plantas, suas características e restrições de uso, além de saber quais as necessidades em relação a regas, natureza e fertilidade do solo, condição climática local e quais são as dimensões do caule, ramos, copa, folhas, frutos e raízes.
A prefeitura de cada município pode orientar de forma mais adequada sobre o plantio de árvores na área urbana local e a liberação ambiental. Além disso, o trabalho de poda de vegetação em vias públicas deve ser solicitado pelo interessado ao órgão municipal.

Vegetação e rede elétrica
Para que haja harmonia entre a arborização e as redes de distribuição de energia das cidades, o plantio deve ser realizado de forma adequada. A interferência de vegetação nas redes elétricas é um dos principais fatores causadores de interrupção no fornecimento de energia elétrica.
Para reduzir esse impacto de forma sustentável, a empresa sugere ações simples:
No momento do plantio, opte por árvores de menor porte e evite as espécies altas, como eucaliptos, palmeiras, ipês e similares, próximas ou embaixo da rede elétrica para que não ofereçam riscos de interferência no fornecimento da energia.
O alerta vale também para as folhagens que podem ocultar a fiação. Elas são fator de risco, pois aumentam a probabilidade de contatos acidentais na rede, por exemplo, por crianças que brincam próximas da vegetação.
Em zonas rurais, há risco de incêndios com o tombamento de árvores sobre redes elétricas, ocasionado por reflorestamentos imprudentes.
Em relação à arborização próxima da rede elétrica, a manutenção é realizada pela EDP a partir de poda preventiva feita de forma contínua e reforçada no período que antecede o verão. Vale ressaltar que, a qualquer momento, o consumidor pode solicitar o serviço à Distribuidora pelos canais de atendimento ao cliente.
O contato de galhos de árvores com a rede elétrica tem potencial para causar rompimento de fios, provocar acidentes com passantes e danificar equipamentos que dependem da eletricidade para funcionar.
Para orientação, esclarecimento de dúvidas, solicitações e denúncia de possíveis riscos com a rede elétrica, entre em contato com a EDP por meio dos canais de atendimento: Agência Virtual, www.edp.com.br, Central de Atendimento (0800 721 0123) ou agências presenciais da Distribuidora.

19 de set de 2016

UNIFATEA promove debate com os candidatos a prefeito de Lorena

O Centro Universitário Teresa D’Ávila (Unifatea), Diocese de Lorena, TV Unifatea e Rádio Inova FM realizam, na terça-feira, 20/09, o Debate Eleições 2016, entre os candidatos a prefeito de Lorena. O objetivo da ação é colocar os lorenenses a par das propostas dos candidatos e assim, promover um voto consciente.
O evento acontecerá no Teatro Teresa D’Ávila às 20h e será transmitido ao vivo pela Rádio Inova FM, Facebook Live do Unifatea, site da Inova FM e pelo aplicativo TuneIn no smartphone.
A população pode participar enviando perguntas para o email: debateunifatea@fatea.br. O debate terá duração de duas horas e será dividido em seis blocos. A ordem das respostas dos candidatos será definida por sorteio.
No primeiro bloco será realizada a abertura oficial com a fala do Reitor do Unifatea, prof. dr. Wellington de Oliveira e a presença do bispo de Lorena, Dom João. Nesse bloco também serão feitas as considerações iniciais de cada candidato (até 1 minuto). Depois, será feita a primeira pergunta, que aborda as intenções de governo para o município.
No segundo bloco do debate, o mediador fará perguntas enviadas pela comunidade com os temas: saúde, educação, segurança, agricultura, meio ambiente, cultura e turismo, habitação, desporto e lazer, indústria e comércio. Os candidatos terão 2 minutos para resposta.
Já no terceiro bloco, será o confronto entre candidatos em que cada um terá a chance de fazer uma pergunta ao outro no tempo máximo de 30 segundos.
O quarto bloco consiste na rodada de perguntas que serão formuladas pelo UNIFATEA. Os candidatos terão 3 minutos para responder cada pergunta.
No quinto bloco, ocorrerá uma nova rodada de 3 perguntas enviadas pelas instituições, entidades, ONG’s e associações da cidade, selecionadas pela Comissão para o Debate.
No último bloco, os candidatos farão as considerações finais de até 4 minutos.
Até o momento dessa publicação, somente os candidatos Fábio Marcondes (PSDB) e Prof. Elcio Vieira (PV) confirmaram a presença. A confirmação para o debate pode ser feita até 72 horas antes, e caso o candidato não compareça, deve encaminhar justificativa para ser enviada à Justiça Eleitoral.
O Debate não será aberto ao público, porém a rua ao lado do Unifatea (Rua Presidente Roosevelt) ficará parcialmente fechada para que a população possa acompanhar também ao vivo o debate por meio de um telão. Essa ação é uma parceria entre a Secretária de Trânsito, Polícia Militar, Secretária de Saúde e Guarda Civil.

Reprodução =UNIFATEA- debate acontece nesta terça-feira, 20/09 ás 20h, público pode acompanhar pela rádio, pelo site, por facebook e por telão montado na rua.
Com colaboração e imagem: Assessoria de Imprensa UNIFATEA- 

6 de set de 2016

Tem início curso de formação para novos Guardas Municipais

Vinte candidatos, entre eles seis mulheres, aprovados no concurso para Guarda Civil Municipal 2ª Classe iniciaram na manhã de segunda-feira,05/09 o curso de formação realizado pela empresa Instituto Latu Sensu contratada  pela Prefeitura Municipal de Lorena-SP.
Pelo Teatro São Joaquim, foi realizada cerimônia de apresentação da empresa, alunos e instrutores para o público presente composto de demais Guardas Municipais da região do Vale do Paraíba, principalmente das cidades de Campos do Jordão e Cruzeiro, autoridades, membros de entidades de classe, secretários e pelo CONSEG- Conselho Comunitário de Segurança de Lorena.
Em discurso, o secretário Elton Luiz Ribeiro destacou a importância da corporação  e seu papel na política de segurança pública: "Vocês deverão proteger os direitos humanos fundamentais, o exercício da cidadania, e as liberdades públicas, deverão preservar vidas, reduzir o sofrimento e diminuir as perdas, além do compromisso da evolução social da comunidade" discursou.
Os alunos, que já passaram por exames de capacidade escolar,  exames físicos, aptidão psicológica e investigação social, agora vão passar por cerca de 800 horas de curso, entre teoria, prática, presencial e à distância com base curricular da SENASP- Secretaria Nacional de Segurança Pública, órgão ligado ao Ministério da Justiça,  abrangendo disciplinas como suas atribuições, espaços públicos, cidadania, defesa pessoal, uso progressivo da força, legislação, tiro defensivo, comunicação, entre outros.
As matérias de cunho teórico serão realizadas no espaço físico da CIEJAP Milton Ballerin. Para as matérias de condicionamento físico e defesa pessoal, será disponibilizada a estrutura do Centro Social Urbano (CSU); para as matérias de prática de Tiro, estará a disposição o Estande de Tiro do 5º Batalhão de Infantaria Leve de Lorena.
De acordo com o subsecretário de segurança , Norival Souza Junior, os alunos recebem uma ajuda de custo, onde o curso é também classificatório, sendo que os participantes devem ter frequencia e média para aprovação, sendo efetivamente nomeados posteriormente, com previsão para o próximo ano.
Através da licitação pública, houve redução de quase 37% do valor inicial orçado, fechando em R$ 105 mil estipulado em R$ 143.736,67.

Integrantes do Curso de Formação de Guarda Civil Municipal 2ª Classe


/body