26 de ago de 2011

Polícia Militar promove encontro sobre conceito de Polícia Comunitária

A Polícia Militar  através do 23º Batalhão de Polícia do Interior, sediado em Lorena-SP, promoveu na manhã desta sexta-feira, 26/08, um encontro para o debate entre a corporação, setores públicos e a população sobre o conceito de polícia comunitária.
Ocorrida pelo plenário da Câmara Municipal de Vereadores, as reuniões que acontecem todas as últimas quintas-feiras do mês, fora excepcionalmente adiada.
Membros do alto escalão militar, uma conselheira tutelar da cidade de Guaratinguetá, membros da imprensa local e alguns populares compareceram ao evento.
Um vídeo de cerca de vinte e quatro minutos, foi projetado pelo telão, onde o público pode conhecer os conceitos de polícia comunitária, criada no Japão, há muitos anos.
Naquele país, o policial é responsável por estar inserido ativamente naquela realidade, interferindo ativamente no ambiente, sendo um representante do Estado  trabalhando com um leque de deveres e obrigações encarregados a um só agente.
Entre eles, de passar em casa em casa para conhecer os moradores, verificando a sua segurança, ordenar o trânsito, orientar e proteger  turistas e atenção aos os jovens, são alguns exemplos.
No decorrer do vídeo, a implantação de bases fixas espalhadas pelas cidades, chamadas de Koban, onde o policial mora com a sua família, funcionando vinte e quatro horas por dia. Quando ele se ausentar, a esposa deste pode fazer o atendimento ao público e as medidas cabíveis de praxe.
Segundo o comandante do batalhão, Major PM Amaral, afirmou que já existe esse conceito "Por aqui temos as bases móveis, que em grandes eventos e no dia a dia, tem essa finalidade, os policiais estão para fazer atendimento, orientar público e preservar a ordem" comparou.
Em seguida, para mais assimilações, foi relacionado um projeto pelo bairro de Santa Luzia, pela cidade vizinha de Guaratinguetá, através de uma UPA (Unidade de Polícia Avançada) que tenta aproximar a corporação policial junto à sociedade, através de projetos socioculturais e esportivos para combate à criminalidade.
Por enquanto, um projeto piloto pela região, onde está em fase de estudos e obtenção de resultados e por enquanto sem previsão para a extensão em outros locais, assim como em Lorena.
A Polícia Comunitária começou a ser implantada pela Polícia Militar do Estado de São Paulo em 1994.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog de Notícias com finalidade de divulgar a cidade de Lorena-SP.
Agradecemos sua visita e se assim desejar, deixe seu comentário.