12 de fev de 2012

Segurança pública orçada em mais de R$3 milhões para a cidade

Dois projetos municpais para a área da segurança pública estão sendo pautados com um valor total estimado em R$3,228 milhões/ano aos cofres da cidade de Lorena, apontada como a segunda mais violenta pelo índice de homicídios em todo o estado de São Paulo.
Durante a reunião do Conselho Comunitário de Segurança Pública (CONSEG), realizada no último 26/01, o secretário municipal de Segurança Pública, Leovaldo Costa, apresentou as pretensões e um resumo da pasta.
O mais antigo projeto/sonho é a Atividade Delegada, pronto no papel mas emperrado na prática, na qual o a aproveitamento de dez policiais militares seriam utilizados a fim da municipalidade, porém utilizando uniformes, armamentos e veículos cedidos pelo Estado. Estando cotados para fins de policiamento/ fiscalização em escolas, orçado em R$1,728 milhão/ano.
Já aprovada pelo Poder Legislativo, através da sessão do dia 07/12 de acordo com Costa, foi criado espelhada pela cidade de Sorocaba, tramitando atualmente pelo setor jurídico da cidade, "ficando na geladeira", ou seja, sem previsão da celebração de contrato,  a última etapa para a sua efetivação.
Pioneira a capital paulista em meados de 2009 pela gestão do prefeito criador Gilberto Kassab (PSD), sendo empregados na atividade de fiscalização de produtos ilegais, totalizando até 96 horas por mês na função, em horário de folga.
O segundo projeto e um pouco mais polêmico é o sistema de videomonitoramento, com a instalação de trinta câmeras. Pela região central, ainda, quatro câmeras tagarelas,ou seja, capazes de reproduzir voz, onde por exemplo, o operador pode alertar um popular sobre atravessar corretamenta uma rua pela faixa de pedestres.
Nos acessos as rodovias, como a BR 459, BR 116, SP 62, sendo pontos de entrada/saída equipamentos capazes de automaticamente ler e reconhecer placas dos veículos.
A central de monitoramento, diferentemente do antigo sistema que ficava dentro das pequenas instalações da base da Guarda Civil localizada pela Praça da Estação, o novo proposto para dentro da sede pela 1ª Companhia da Polícia Militar, pela avenida São José. Monitorada por um agente treinado mas supervisionado por um PM.
Orçado em R$1,5 milhão , servindo tanto para fins de coibir/ prevenir o crime em tempo real como auxiliar no trabalho de Polícia Judiciária, para investigar o crime já praticado.
Com aval da instalação, após lançamento do edital e do trâmite burocrático, acredita-se em oitenta dias a sua instalação.
O orçamento municipal para 2012, segundo fontes, está previsto para R$ 110 milhões de reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog de Notícias com finalidade de divulgar a cidade de Lorena-SP.
Agradecemos sua visita e se assim desejar, deixe seu comentário.