21 de jul de 2012

Opinião- Política,eleições 2012 e Facebook

Como todos nós sabemos e já podemos notar, iniciou-se a campanha política para as Eleições 2012 no tocante a escolha de dezessete cadeiras para vereadores e um prefeito e seu vice em Lorena-SP.
Estivemos pensando sobre o assunto há vários dias.
População precisa participar desse momento único realizado de quatro em quatro anos de forma ativa. Procurar entender o plano de governo dos candidatos, participar de todos os comícios de todos eles, refletir sobre seu passado, são alguns pontos que podemos ponderar.
A novidade que vem à tona são as redes sociais. Devem ser exploradas ao máximo, haja vista o sucesso da campanha obtida nas eleições americanas em data anterior, um verdadeiro boom jamais notado nessa situação para a humanidade.
Aproveito para levar à reflexão que alguns grupos ou comunidades facebookianas não permitem certo tipo de propaganda ou ainda tocar no assunto. De certo ponto de vista tal atitude autoritária e antidemocrática é visivelmente negativa, mesmo basicamente com dois adjetivos já citados.
A internet que uma forma de comunicação democrática, exceto alguns países como Coréia do Norte e Cuba, por exemplo, no Brasil é aberta à todos.
A democracia que tanto foi lutada e conquistada com a queda do Regime Militar no século passado, está sendo ferida. Há plenamente a opção de falarmos sobre pessoas, candidatos, seus partidos, suas coligações abertamente, seja até para apoiar como contrariar, afinal está na carta magna tal opção.
O ambiente virtual torna-se o reflexo da vida real/social do indivíduo. Devemos sim debater sobre esse tipo de assunto (política) nas suas mais diferentes vertentes, em qualquer lugar.
Afinal dentro de nossa própria casa há política. (sim, pode acreditar) Decidimos sobre orçamento, vencimento de contas, o que pagar, o que aumentou, o que vamos comer no dia, distribuimos tarefas e responsabilidades, etc.
Compactuamos com a ideia de que o povo brasileiro é treinado, polarizado e condicionado há muito tempo pelo sistema e pela elite midiática malígna, entre outros,  a não gostar desse assunto, diferentemente como ocorre com o futebol.
De quatro em quatro anos, qualquer brasileiro tanto homem como mulher é até técnico de time, faz escalação, orienta, reclama, analisa, debate, orienta, gesticula em frente à televisão em qualquer partida.
Em tese o que a população de bem não deve ficar no marasmo e parado no tempo que vai escorrendo no vão de nossos dedos a cada segundo.
Devemos discordar de atitudes autoritárias e já fabricadas massificadas nas entrelinhas, ou seja, questionar sempre e nunca aceitar o atual modelo em curso que nos cerceiam sobre liberdade de pensamento e opiniões para enfim chegarmos em algum resultado conciso.


Entre isso é a não permissão de debates em certos grupos sociais, afinal quem não deve não teme, se está proibindo tal ação é porque não tem interesse em melhoras entre outros,ou como anteriormente já citamos.
O povo brasileiro deve manter-se atento em algo que vai mudar sua vida, seja diretamente ou indiretamente, nos próximos quatro anos. Depois, na omissão, não adianta ficar reclamando por algo que foi omisso na hora mais importante e fundamental de maior valia.

 Hugo Barbeta
Criador e Jornalista Responsável pelo blog de notícias LORENA EM FOCO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog de Notícias com finalidade de divulgar a cidade de Lorena-SP.
Agradecemos sua visita e se assim desejar, deixe seu comentário.